Please reload

Posts Recentes

Sites para encontrar trabalho remoto

October 2, 2018

1/10
Please reload

Posts Em Destaque

Todos nós temos desejos, intenções mais ou menos objetivas, que esperamos alcançar em algum momento da vida. Montamos imagens mentais ou criamos diálogos internos de como será quando esses sonhos forem realidade.

 

E esse é um dos aspectos mais importantes do processo de coaching, a definição e solidificação de objetivos.

 

A maneira como expressamos e definimos nossas metas fazem a diferença entre alcança-las ou desistir no meio do caminho, entre mobilizar todas suas habilidades internas ou entrar no modo procrastinação.

 

Muitos clientes, quando procuram o Coaching vêm com varias ideias sobre o que eles não querem mais fazer, ou não querem mais ser, onde não querem estar. Só que não funciona assim, pois o não é uma palavra que não é realmente processada pelo consciente.

 

Tente não pensar em um elefante no meio da sala... qual é a primeira imagem que aparece na sua mente? Portanto, quando você define o que não quer fazer, pode estar se sabotando, colocando seu foco naquilo que é contrario ao seu objetivo.

 

Isso também vale para palavras de cunho negativo ou que tenham sentido de perda.  Exemplificando: “Eu não quero mais ser gordo”, ou “Eu quero perder peso”, ou “Eu preciso parar de comer”.

 

Perceba que só em falar essas frases a pessoa traz a mente sofrimento. Apesar disso é muito bom ter consciência do que não se quer e podemos usar uma pergunta simples para definir a meta em termos positivo fazendo a seguinte pergunta: se eu não quero isso, o que eu quero? No caso acima: “Eu quero ter um corpo saudável e bonito”.

 

Outro aspecto importante é definir de que maneira você perceberá que está alcançando ou já alcançou seu objetivo.

 

Pode parecer obvio, mas nem sempre definimos objetivos palpáveis. Muita gente deseja ser rico. Se esta é a sua meta, então defina claramente, quantitativamente o que é ser rico. Como você saberá que chegou lá, o que você vai ver ao seu redor, ouvir, falar consigo e sentir quando for rico. Quanto terá na conta bancária, o tamanho de sua casa, o carro que terá. E, tão importante quanto definir em termos qualitativos e quantitativos sua meta é definir que tipo de indicador será usado para saber que está indo no caminho do objetivo.

 

No exemplo que estamos utilizando, digamos que você coloque como indicador o aumento mensal da sua conta de investimento no banco.

 

Precisamos também dar um contexto a meta: Qual o prazo para alcança-la? Onde ela acontecerá? Existe um espaço físico específico ou uma cidade específica? Outras pessoas serão afetadas quando você alcançar seu objetivo? Como?

 

É importante entender que metas são pessoais, não podem depender de ações alheias enquanto nós mesmos não nos movemos em direção a elas. Não temos controle real sobre comportamentos e pensamentos de ninguém mais além de nós.

 

A pergunta a ser feita é “o que só eu posso fazer para alcançar meu desejo?”.

 

Para entender melhor, imagine que seu desejo é subir de cargo no emprego.

Embora seu chefe seja a pessoa que vai dar a promoção, quais os comportamentos e ações que você pode ter e que levarão a percepção de que você é a pessoa certa para o cargo almejado?

 

Tomar a responsabilidade sobre o caminho para seu sonho é um dos maiores diferenciais entre conseguir ou não conseguir chegar lá.

 

Finalmente, é importante entender o que mudará em sua vida quando sua meta se realizar.

Vale o tempo, dinheiro e toda energia investida?

Existe alguma perda em relação ao estado atual de coisas?

É importante entender se existem essas perdas pois elas podem estar sabotando seu movimento para melhor, e muitas vezes são sutis.

 

Vamos pensar que sua meta é trabalhar como freelancer para poder fazer seus próprios horários. Nesse caso, você pode perder o que considera como segurança financeira de ter o salário certo depositado todo mês. Caso identifique uma situação equivalente, a pergunta interna é: de que outra maneira posso conseguir atender isso que percebo como perda? Talvez, no caso acima, uma maneira seria começar a fazer vários trabalhos como freelancer e ganhar clientes antes de pedir demissão.

 

Então, resumindo:

 

  1. Definir as metas em termos positivos;

  2. Definir como saberá que alcançou seu objetivo em termos quantitativos e qualitativos;

  3. Defina prazo, local e quem estará envolvido;

  4. Escreva como outras pessoas poderão afetadas;

  5. Entenda como sua vida mudará quando alcançar seu sonho;

  6. Como bônus, imagine quem mais poderá ser inspirado pelo seu resultado!

Embora existam outros pontos que podem ser adicionados a uma boa formulação de objetivos, seguindo essas dicas, você já vai perceber como ter metas bem formuladas lhe ajudará muito a alcançá-las.

 

Dedique um tempo sozinho para essa tarefa, pense bem em cada item e deixe por escrito para que mais tarde você possa avaliar como está sendo essa jornada.

 

Alguns autores da área de desenvolvimento humano sugerem escrever uma carta para si mesmo, com data futura, como se tudo já houvesse acontecido.

 

Seja qual for sua escolha, minha dica especial é ter sempre em mente porque você pode, porque você é capaz e porque você merece tudo que almeja!

 

 

Sobre a Autora:

Rosane Sampaio

Atua como coach pessoal, profissional, executivo e de equipes, palestrante, analista comportamental, hipnoterapeuta, practitioner em Programação Neurolinguistica e assistente no curso de Practitioner em PNL + Hipnose do Ser Harmônico Desenvolvimento Humano. 

 

 

 

Coach certificada pelo ICI- International Association of Coaching Institutes (Europa), máster coach certificada em mentoring e coaching humanizado pelo ICF – International Coaching Federation, com certificação ISOR, Practitioner em Programação Neurolonguistica certificada pelo NLP Institutes e pelo NLP International Hypnosis Association, hipnoterapeuta certificada pelo mesmo instituto.

 

www.rosanesampaio.com.br

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga