Soft skills: quais são e porque são tão valorizadas


Skills são habilidades ou capacidades.


É um termo da Língua Inglesa usado para designar a capacidade de concretização de forma rápida e eficiente um determinado objetivo. Pode-se dizer que são as aptidões, o jeito e a destreza aplicados por cada pessoa em determinada tarefa.


No meio profissional, fala-se cada vez mais das soft skills que são algumas atitudes comportamentais inatas ou aperfeiçoadas por cada pessoa. Em contraposição, as hard skills são as competências técnicas aprendidas e acumuladas ao longo do tempo.


Soft Skills

São características, atributos e competências pessoais que permitem ao indivíduo melhorar as suas interações com os outros e com o mundo em seu redor.


São atitudes e comportamentos que facilitam as relações com os outros, melhoram o desempenho profissional e aumentam as perspectivas de desenvolvimento da carreira profissional.


Estas competências caracterizam-se por não serem específicas para um determinado cargo ou função, pois podem ser úteis em qualquer área profissional ao mesmo tempo que são valiosas, também, para melhorar e tornar a vida pessoal mais positiva.


Alguns exemplos destas soft skills:

  • Atitude

  • Comunicação

  • Criatividade

  • Ética laboral

  • Trabalho em equipe

  • Networking

  • Positividade

  • Capacidade para tomar decisões

  • Gestão do tempo

  • Motivação

  • Flexibilidade

  • Resolução de problemas

  • Pensamento crítico

  • Resolução de conflitos

  • Assertividade

  • Poder de persuasão

  • Capacidade de liderança


HARD SKILLS são aquelas competências que consideramos técnicas e específicas para realizar um determinado trabalho , por exemplo:

  • capacidade de operar uma máquina

  • saber uma linguagem de programação

  • fazer a contabilidade de uma empresa

  • reparar um motor de um tipo de carro

  • Outras...


Existem naturalmente muitas soft skills que podemos desenvolver, mas os empregadores referem os 6 seguintes exemplos de soft skills como essenciais no trabalho.


1. Comunicação

Uma pesquisa da Kaplan concluiu que os empregadores consideram a boa capacidade de comunicação ser mais importante do que as capacidades técnicas.

Passar claramente uma mensagem sem ser mal-entendido é crucial em empregos onde se lida com o público e em vendas, por exemplo.

Ter boas capacidades de comunicação inclui ser um bom ouvinte, prestando atenção às necessidades dos clientes, às indicações dos chefes e colegas de trabalho.


2. Adaptabilidade

No mundo empresarial nada é estanque. Para subir na carreira é necessário ter fome de aprendizagem e a habilidade de continuar a crescer, esticando as capacidades pessoais às necessidades gerais de uma organização.

O trabalhador tem de ser flexível, mostrando conforto (e não resistência) na hora de experimentar tecnologias e metodologias novas.


3. Resolução de problemas

Os empregadores estão sempre interessados em contratar pessoas que conseguem reunir e analisar informação, para em seguida tomarem decisões apropriadas e resolverem problemas com lógica, agilidade e criatividade.

Se a sua capacidade de resolver problemas ainda não está muito afinada pode recorrer a dicas para tomar melhores decisões.


4. Resolução de conflitos

Se você deseja progredir na carreira também deve melhorar a capacidade de negociar, de persuadir e de resolver problemas. Um trabalhador que alcança situações de “ganha-ganha” consegue garantir os melhores interesses de uma empresa e dos seus indivíduos.

Aprenda a lidar com pessoas difíceis no trabalho sem complicações.


5. Colaboração

Uma expressão usada nos currículos é o trabalho em equipe precisamente porque os candidatos sabem que as empresas procuram trabalhadores que se relacionam bem e que executam eficazmente em equipe.

Isso significa ser por vezes um líder, outras um seguidor, umas vezes um controlador e um crítico, outras um criativo, etc. Se você consegue cooperar eficazmente com os outros então você é bom a trabalhar em equipe.


6. Gestão de tempo

A gestão do tempo é importante porque permite a organização do trabalho, com o delinear de tarefas e de prioridades, tendo em vista o cumprimento de prazos e de objetivos.

Se você organiza e gere bem o seu tempo, então você consegue trabalhar eficazmente e produzir mais, alternando entre tarefas e cumprindo metas.

FONTE:

http://www.e-konomista.pt

Posts Em Destaque
Posts Recentes
Arquivo
Procurar por tags
Siga
  • Facebook Basic Square
  • Twitter Basic Square
  • Google+ Basic Square

2018 © Projeto #Contrate1Desempregad@

  • LinkedIn Social Icon
  • Facebook Social Icon